Comer o que quiser durante cinco dias e depois jejuar em dois dias não consecutivos. A proposta é de "A Dieta dos 2 Dias", livro publicado em Portugal pela Lua de Papel ou «Fast Diet» [dieta rápida em tradução literal], o nome original em inglês, também conhecida como Dieta 5:2, como a definem alguns especialistas. Criada por Michael Mosley, um produtor da BBC com formação em medicina, é apresentada como "uma estratégia sustentável para uma vida saudável e longa".
Em conclusão, se já tivesse sido descoberto o método ideal de perda de peso, não continuaríamos em busca de novas abordagens. O essencial neste objectivo é que opte pela solução que melhor sirva a sua motivação, a sua preferência e a sua capacidade de a cumprir, pois os resultados poderão, na maioria dos casos, ser muito semelhantes entre as várias opções.
O que dá esse poder ao hibisco? Sobretudo a alta concentração de antocianina – pigmento da família dos flavonoides -, que tem ação antioxidante (tira boa parte dos radicais livres de cena) e anti-inflamatória (combate a inflamação das células, permitindo que elas voltem a exercer totalmente suas funções). Resultado: “O organismo deixa de acumular toxinas – substâncias inimigas que dificultam o emagrecimento”, explica Lucyanna Kalluf, nutricionista funcional especializada em fitoterapia do Instituto Alpha de Saúde Integral, em São Paulo.
Com o objetivo de avaliar o potencial da perda de peso de cada grupo, todos os participantes tiveram suas dietas limitadas a 500 calorias diárias, menos do que precisavam para manter o peso. Depois de seis meses, aqueles que seguiram a dieta vegetariana perderam, em média, seis quilos, contra apenas três quilos a menos naqueles que seguiram a dieta convencional.
Evite dietas radicais. Tudo que é extremo não é tão saudável. Seja preparar sucos, jejum ou apenas cortar um grupo de alimentos, se não for sustentável, provavelmente não é tão bom. Você pode ver ótimos resultados inicialmente, mas no longo prazo isso mexe com seu metabolismo e no final acaba tendo impacto negativo em você. Então, repetindo, evite dietas radicais. Seja saudável e evite extremismos.
Ingestão em horários determinados. Os carboidratos complexos (arroz integral, feijão, aveia) podem ser consumidos antes das 18h (em geral, comer tarde da noite não é aconselhável). Os carboidratos simples, no entanto, devem ser consumidos apenas depois da prática de exercícios físicos. Quando o corpo ainda está se recuperando da sessão, os carboidratos simples (o bom e velho açúcar) são armazenados como glicogênio e não como gordura. Caso contrário, eles devem ser evitados.
Uma outra limitação nos estudos que sugerem um impacto metabólico positivo do jejum é não serem claros quanto ao tempo ideal sem comer. É incerto se 16 horas de jejum é mais favorável do que 12 horas, por exemplo. Pessoalmente, e pelos motivos mencionados acima, sou favorável a jejuns nocturnos entre 10-12 horas, até ao pequeno-almoço do dia seguinte. Os ciclos de depleção/repleção do glicogénio hepático são reguladores periféricos do nosso relógio biológico. O fígado comunica o seu status energético com o cérebro através do nervo vago, e condiciona o seu próprio metabolismo. A sensibilidade à insulina e capacidade de captação da glicose aumenta substancialmente após um jejum de duração suficiente para depletar as suas reservas. E convém salientar que o glicogénio muscular não é afectado pelo prolongamento do jejum uma vez que apenas é mobilizado em situações de esforço físico. Em repouso o músculo utiliza preferencialmente ácidos gordos e glicose captada de circulação após refeições. Na verdade, a actividade física muda tudo, pois independentemente da hora em que ocorre, o pós-treino será sempre um momento importante para ingestão de hidratos de carbono e aporte significativo de energia.
Faça treinamento intervalado de alta intensidade. Esse tipo de treinamento, conhecido em inglês como HIIT (sigla para high intensity interval training) está em alta hoje em dia. Estudos mostram que ele queima mais gordura em menos tempo. Ele acelera o metabolismo rapidamente e o mantém acelerado depois do treino também – tanto que foi criado um termo para descrever isso fenômeno: efeito “afterburn”.[8] Então poupe suas desculpas quando tiver só 15 minutos para malhar!
O regime contempla dois dias não consecutivos por semana em que se consome um quarto das calorias habituais (500 kcal para as mulheres e 600 kcal para os homens no máximo). E uma adaptação dos padrões de jejum periódico, cuja eficácia o autor diz estar demonstrada e em que não e permitido comer durante 24 horas ou em que, dia sim, dia não, se ingere uma única refeição com poucas calorias.
Das wöchentliche Programm bietet viel Abwechslung und weicht damit von den Standard-Methoden wie „16-8“, bei der man das Frühstück oder das Abendessen ausfallen lässt, ab. Die größere Varianz und Variabilität beim Fasten fordert den menschlichen Körper im Gegensatz zu den immer gleichen Fastenintervallen noch mehr und macht ihn noch belastbarer und flexibler. Die Fastenzeiten des Coaches sind daher von Woche zu Woche unterschiedlich lang, und werden zu verschiedenen, zu Deinem Tagesablauf passenden Zeiten vorgeschlagen.
Um grupo de investigadores do Instituto de Medicina Clínica e Experimental, em Praga (República Checa), analisou 74 pessoas com diabetes tipo 2 que participaram numa dieta vegetariana ou numa dieta típica “antidiabética”, que seguiu as recomendações oficiais da Associação Europeia para o Estudo de Diabetes. Todos os participantes estavam restritos a uma dieta de 500 calorias por dia.
Planeje a ingestão de carboidratos. É nessa parte que as coisas ficam um pouco confusas, já que há muitas escolas diferentes de pensamento quando se trata desse assunto. A polêmica dieta de Atkins prega a eliminação de carboidratos, pois isso leva à queima de gordura, mas é insustentável e questionável por que recomenda que se corte 60% da energia preferida pelo corpo. Outras estratégias:

Boa noite! Comecei o jejum ha tres dias, e para meu espanto, esta indo tudo muito tranquilo. Nunca imaginei que eu conseguisse ficar 16 horas sem comer! Fazen tres dias que nao me sinto estressada e nem com dor de cabeca! Estou muito feliz, comecei pesando 84k, minha meta é emagrecer 10k e nao engordar mais! Agradeço pela materia e depois conto os resultados.
A taxa metabólica basal (TMB) é a quantidade de energia que seu corpo precisa para manter as funções básicas quando você está em repouso e várias coisas podem influenciar sua taxa metabólica, entre elas a genética, idade, gênero (os homens tendem a ter uma TMB mais alta que as mulheres), peso, altura, estrutura corporal e alimentação. Alguns distúrbios médicos, medicamentos e clima também podem interferir.

Dependendo da alimentação que fazemos podemos por vezes sentir que estamos mais gordinhas… mas na realidade o que estamos é mais inchadas…com retenção de líquidos, que faz com que o corpo pareça mais gordo. O excesso de sal e o facto de bebermos pouca água, por exemplo, são potenciadores desse efeito no nosso organismo, fazendo com que o corpo necessite de reter água.
×