5. Beba bastante água - a hidratação é essencial para quase todas as funções do corpo humano e ajuda a manter a temperatura corporal estável. É muito comum em dietas restritivas a perda de peso ser pura desidratação. Não existe uma quantidade certa de líquido ideal para todos. Ela depende das atividades físicas, clima, peso, metabolismo, dieta, etc. O único jeito de saber se você está ingerindo uma boa quantidade de água é olhando para o seu xixi. Se ele estiver amarelo-claro, está tudo certo. Se estiver escuro ou com odor forte, aumente já a quantidade diária.
O que Polesso chama de substâncias comestíveis são os produtos industrializados que não apresentam muitos nutrientes. “Para queimar gordura naturalmente, você precisa restabelecer o bom funcionamento do metabolismo e do sistema hormonal”, explica, destacando que o primeiro passo para conseguir isso é removendo as toxinas que emperram esse sistema. “As toxinas estão nas substâncias comestíveis, nos açúcares, farináceos processados e carboidratos artificiais. “São estes elementos que fazem com que o metabolismo produza uma grande quantidade de insulina, incentivando o estoque de gordura”, conta.
De acordo com um novo estudo, publicado no ‘Journal of the American College of Nutrition’, essa alimentação acelera o metabolismo reduzindo fatores de risco da síndrome metabólica (conjunto de fatores de risco, essencialmente cardiovasculares, que têm por base a obesidade abdominal) e diabetes tipo 2, assim como contribui para o alcance da perda de peso almejada, melhora o controle da glicemia e aumenta a sensibilidade à insulina.

Desde o início do século passado que os cientistas têm explorado a hipótese de que a redução calórica possa prolongar o tempo de vida das pessoas, bem como a sua qualidade de vida, resultando daí benefícios para a saúde em geral. Desde então, as conclusões associadas à redução de 30-40% da energia consumida mostravam que se podia prolongar a esperança média de vida em cerca de um terço, com uma clara redução também na incidência de doenças e seus factores de risco. Estudos mais recentes, dos últimos dez anos, têm vindo a confirmar e reforçar esta ideia, mostrando resultados na melhoria da sensibilidade à insulina, dos níveis de colesterol e da perda de peso, com regulação do controlo do apetite e da saciedade.

Chá Verde Estimula o Metabolismo – O principal motivo é a enorme quantidade de potentes antioxidantes naturais presente no chá verde, as Catequinas. Essa substância está presente em maior quantidade no chá verde do que no Chá Preto ou o Chá Oolong (4). Destas Catequinas, o mais importante delas é o EGCG (Galato de Epigalocatequina), uma substância que ajuda estimular o metabolismo, o que favorece a queima de gordura (5).

A quantidade de ingestão dos chás para emagrecer varia de acordo com o objetivo, a erva escolhida e características individuais. Se o objetivo é perder peso, a nutricionista sugere tomar entre 600 a 1000 ml ao dia. “Porém é muito importante ressaltar que a avaliação profissional é sempre recomendada, já que o consumo alto e constante da infusão de ervas pode ocasionar efeitos colaterais”, alerta a especialista.
Quando você reduz drasticamente sua ingestão de calorias por um longo período de tempo, você inevitavelmente vai perder peso. Mas essa privação de calorias também pode causar alguns problemas de saúde, além da perda de músculo e massa magra. Além disso, quando você começa um jejum, seu corpo entra em um modo de conservação, no qual queima as calorias mais devagar para economizar energia.
Como se depreende, consiste em não ingerir nenhuma espécie de alimento. Contudo, bebe-se água à vontade, utilizam-se vitaminas e sais minerais. Esta dieta é cada vez menos utilizada, pois requer hospitalização e contínua vigilância médica. Além disso, os exíguos resultados k longo prazo não justificam o enorme sacrifício e desgaste do doente, especialmente porque quando se suspende o jejum absoluto é costume ganhar peso com rapidez.

Graduada pela USP, é especialista em saúde pública e mestre em gestão da clínica. Possui experiência em palestras e grupos educativos focados na prevenção e tratamento das doenças crônicas não transmissíveis e em atendimentos individuais personalizados. Apaixonada pela profissão, por novas experiências culinárias e por tudo o que leva a um estilo de vida saudável. Praticante de exercícios funcionais, Pilates e corrida nas horas vagas.


- O gasto calórico de repouso, o metabolismo basal, isto é, o que queimamos sem fazer nada, varia de acordo com genética, idade, peso e massa muscular. Porém a digestão do vegetariano costuma ser acelerada porque ele ingere menos gorduras e mais fibras, e segue uma dieta fracionada, comendo poucas porções em intervalos menores no dia. E come alimentos de alta densidade nutricional e baixas calorias.
Quem costuma fazer dietas conhece muito bem estes ingredientes, por serem alimentos termogênicos, ou seja, que elevam a temperatura do corpo e aceleram o metabolismo. Ao misturar uma colher de café de gengibre picado e meio pau de numa panelinha com uma xícara de água e deixar ferver por dez minutos, estarão a preparar um chá que aumenta a sensação de saciedade, reduz o apetite e ainda estimula a queima de gordura. Pode-se fazer um chá utilizando somente um deles, mas juntando-os estamos a potenciar os seus benefícios!
×