Em alguns casos, o especialista aconselha corrigir a alimentação antes de fazer o jejum intermitente. “Há pessoas que se alimentam de maneira incorreta há muito tempo e, quando começam a jejuar, se sentem para baixo, com fome e acabam condenando o método. Mas a culpa, nesses casos, é da alimentação. Antes do jejum ou ao mesmo tempo, é preciso adotar hábitos saudáveis.”


Algumas destas modas e novidades podem também ser bastante perigosas. Podem até parecer que funcionam durante algum tempo, mas depois o peso volta a repor-se. A falsidade fundamental em todas estas dietas da moda, como a dieta de Atkins, ou a dieta Zone, é a ideia de que de alguma forma as calorias dos hidratos de carbono são diferentes das calorias das gorduras e das proteínas. Isto é cientificamente ridículo. Toda e qualquer caloria que se ingere contribui igualmente para o eventual ganho de peso, quer seja proveniente de hidratos de carbono, gorduras ou proteínas.
O consumo regular de chá oolong também impede a produção de novas células adiposas e ajuda o corpo a queimar gordura mais rapidamente. No geral, há poucas dúvidas de que o chá oolong não apenas ajuda a perder peso em curto prazo, mas também protege contra a obesidade com um aumento consistente do metabolismo, redução de gordura e redução da inflamação.
Chá Preto possui Cafeína e ação termogênica – Cerca de 30 a 80 miligramas de cafeína existem quando você toma um gole desse chá. A cafeína ajuda na lipólise, que é a quebra da gordura corporal teimosa, a taxa de metabolismo aumenta promovendo queimaduras mais calóricas. A bebida também pode ajudar a aumentar os níveis de energia, o que significa que você pode se exercitar por mais tempo.
Além disso, conforme estudos anteriores, dietas vegetarianas e veganas com baixo teor de gordura promovem um maior controle glicêmico e reduzem fatores de risco cardiovascular. “O vegetarianismo já provou ser mais efetivo para a perda de peso. Agora, mostramos que a dieta vegetariana pode ser muito mais efeito na redução de gordura muscular, promovendo melhora no metabolismo“, disse Hana Kahleová, diretora de pesquisa da organização sem fins lucrativos Physicians Committee for Responsible Medicine, nos Estados Unidos, ao site especializado Medical News Today.
Estudos em muitos países mostraram que a taxa de morte por doenças cardiovasculares em vegetarianos é muito menor do que nos não-vegetarianos. Pensa-se que a comida vegetariana contém mais fibras, menos gordura, menos colesterol, alta proporção de gorduras poliinsaturadas e gorduras saturadas. A doença arterial coronária é um tipo de doença que está associada com o colesterol no sangue.
A investigação centra-se cada vez no jejum intermitente e nos teus efeitos positivos no corpo humano. Paracelso, um médico suíço do século XVI, estava convencido disso. “O jejum é o melhor remédio”, disse. Estudos a longo prazo são de grande interesse e, naturalmente, fornecerão mais informações. O melhor de tudo para si é que não precisa de planos de dieta complicados ou contagem de calorias para começar a desfrutar dos muitos efeitos benéficos do jejum intermitente.
“A dieta vegetariana provou ser a mais efetiva para a perda de peso. Nós mostramos que uma dieta vegetariana é mais efetiva na redução da gordura e, portanto, acelera o metabolismo. Esse achado é importante para quem está tentando perder peso, inclusive quem sofre de síndrome metabólica ou diabetes tipo 2. Mas é também relevante a todos que queiram cuidar do peso corporal e manter-se saudáveis”, diz em comunicado Hana Kahleová, diretora de pesquisa clínica do Comitê Médica para Medicina Responsável em Washington, Estados Unidos, e autora principal do estudo.
À primeira vista pode parecer uma bizarrice, mas o método seguido pelo gaúcho radicado no Rio é um protocolo formal adotado em tratamentos contra a obesidade e atende pelo nome de jejum intermitente. E, claro, é cuidadosamente aplicado por profissionais capacitados. Trata-se, basicamente, de cortar, por um período predeterminado e acompanhado de forma criteriosa por especialistas, os alimentos sólidos, sem deixar de beber água e líquidos não calóricos, como chás e cafés — sem açúcar, claro. Na prática, seus seguidores pulam as refeições e, em vez das três habituais, fazem duas ou apenas uma ao dia. O resultado vem na forma de uma perda de peso significativa, consistente e em um espaço de tempo relativamente curto. “O jejum induz o corpo a usar o seu próprio estoque de gordura como fonte de energia rápida, acelerando o emagrecimento. Isso é sabido há muito tempo. O que ninguém conhecia em detalhes era como se dava esse processo, porque cada paciente reage de uma maneira diferente à abordagem”, explica o clínico geral e mestre em endocrinologia Fabiano Serfaty. “Daí a necessi­dade de acompanhamento médico para saber se você pode adotá-lo como mais uma ferramenta — e não a única — na luta contra a obesidade.”
Como a maioria das coisas, as gorduras são saudáveis, quando consumidos com moderação, e gorduras insaturadas devem ser incluídos como parte de um coração dieta saudável. À base de vegetais gorduras, geralmente, vêm de fontes como azeitonas e azeite de oliva, abacate, nozes, tornando-o uma escolha perfeita para veganos e uma dieta vegetariana plano de perda de peso.

Não esqueçamos que esta abordagem da perda de peso não deve ser aplicada em todos os casos. É de salientar que nas primeiras 3-6 semanas, os níveis de apetite e de humor, bem como o estado psicológico de forma geral, ficam (bastante) alterados, podendo comprometer o cumprimento da dieta, mas, normalmente, no final desse período, elesregularizam. É, por isso, fundamental que a pessoa esteja totalmente preparada e mentalizada para esta estratégia e consciente do que ela implica.Ultrapassada a tal fase inicial, normalmente a sensação de fome deixa de ser entendida com o carácter de sacrifício e punição e passa a ser um objetivo a atingir e a superar. Poderá de facto ser um aliado muito importante na gestão do peso.
Essa é a questão real. Não há dúvida de que jejuar cause perda de peso por restrição calórica. Obviamente, quando você não come nada, seu corpo se volta para as próprias reservas de energia - reservas que ocupam espaço e tem massa. O esgotamento dessas reservas reduz a massa e por conseguinte, o peso. Restrição calórica total e absoluta. Essa é a razão elementar e os estudos dos anos 60 demonstram isso.
O corpo geralmente entra em modo de fome ou inanição quando a ingestão começa a cair abaixo de 1.200 calorias por dia. Se estiver interessado em usar ciclos calóricos, saiba quantas calorias seu corpo precisa antes de começar a definir os números. Você pode chegar a consumir apenas 1.200 calorias algumas vezes, mas não faça isso em dias seguidos.[4]

A felicidade de subir na balança e descobrir que você perdeu peso não tem preço. Longe da gente querer tirar essa sua alegria, mas é preciso encarar a realidade: não adianta nada baixar o peso se você estiver queimando o que não deve. Perder massa magra - músculos, ossos e água -  e não gordura, além de não deixar você feliz em frente ao espelho, vai atrapalhar o seu emagrecimento lá na frente. Afinal, quanto mais músculo você tiver, mais sucesso na perda de peso você continuará tendo. Siga as top 5 dicas para emagrecer pra queimar o excesso!
As dietas veganas só incluem produtos de origem vegetal para suprir as necessidades alimentícias e de nutrientes do organismo. Sendo assim, ela não possui qualquer produto animal, como carne, peixe, ovos, mel ou laticínios.[1][2] Os veganos são mais saudáveis e magros e têm menos colesterol, pressão mais baixa e poucos riscos de ter doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.[3][4] Se você quer adotar esses hábitos para perder peso, entenda o que a dieta envolve, como ingerir todos os nutrientes necessários e evitar o que é nocivo.
As dietas veganas só incluem produtos de origem vegetal para suprir as necessidades alimentícias e de nutrientes do organismo. Sendo assim, ela não possui qualquer produto animal, como carne, peixe, ovos, mel ou laticínios.[1][2] Os veganos são mais saudáveis e magros e têm menos colesterol, pressão mais baixa e poucos riscos de ter doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.[3][4] Se você quer adotar esses hábitos para perder peso, entenda o que a dieta envolve, como ingerir todos os nutrientes necessários e evitar o que é nocivo.

Pesquisadores da Universidade de Oxford seguiram 35.000 indivíduos com idades entre 20 a 89 por um período de cinco anos e a conclusão foi que veganos são 30% mais propensos a fraturar um osso do que vegetarianos e onívoros. Um estudo posterior feito na Austrália concluiu que vegetarianos tinham ossos 5% menos densos do que os não vegetarianos. Isto pode ser atribuído a um consumo menor de cálcio devido às limitações da dieta. O assunto é sério, osso não dói e a osteopenia/osteoporose pode se desenvolver de forma silenciosa.
Não, desde que você tenha uma alimentação saudável, rica em nutrientes, ingerindo regularmente boas fontes de proteínas, gorduras e hortaliças. O problema maior é que algumas pessoas, num estilo de vida nada saudável, pulam o café da manhã, não se exercitam, mas terminam comendo vários doces e alimentos processados desde o período da manhã – para compensar.
O jejum ativa o processo de autofagia, em que o organismo decompõe e recicla células velhas e cansadas. Conduz desta forma a uma "reprogramação metabólica profunda" quando se prolonga vários dias e faz o corpo reduzir a produção da hormona igF-1, cujos "níveis elevados, numa fase mais avançada da vida, parecem acelerar o envelhecimento e provocar cancro", realça ainda o especialista.
O IF é muitas vezes defendido sob a premissa de ser prática corrente entre os nossos antepassados. A verdade é que não há forma de sabermos ao certo o padrão alimentar nos primórdios da nossa evolução, e existem até evidências paleontológicas de que os alimentos eram armazenados para consumo posterior. Seria também prática comum entre os guerreiros em batalha, sendo até um dos modelos mais conhecidos apelidado de “Warrior Diet”. Mas ao contrário da percepção romântica que idealiza o guerreiro pelo modelo Grego e Espartano de homem musculado, os relatos históricos caracterizam o guerreiro como um homem possante e “barriga proeminente”. Mais próximo do que eu próprio identifico na prática. Não podemos de forma alguma basear a nossa opinião em relatos de pessoas que seguem o Jejum Intermitente com sucesso, em particular nos aspectos mais superficiais como a composição corporal. Claro que o que lemos na internet está enviesado para os resultados positivos e não reflete a generalidade. Não que sejam falsos, mas existirão muitas outras pessoas caladas em que a experiência não foi assim tão boa. 
Mas será que parte dessas pessoas está adotando a dieta vegetariana achando que dessa forma vai emagrecer mais rápido? Se este é o motivo, ele tem fundamento. Segundo Dr. George Guimarães, nutricionista especializado em dietas vegetarianas, quando comparada a uma dieta onívora, a vegetariana é rica em fibras e água e é mais pobre em gordura, em especial a saturada.
Alguns nutrientes encontrados na alimentação de um vegetariano podem evitar várias doenças. "O único nutriente que precisa ser suplementado em uma dieta vegetariana é a vitamina B12", pontua Dr. George. Todos os outros nutrientes podem ser encontrados nos vegetais. Com isso a pessoa evita essa deficiência e garante os benefícios de prevenção de doenças crônicas e degenerativas como o infarto, derrame, hipertensão, diabetes, obesidade e algumas formas de câncer.

Embora muitas pessoas bebam chá apenas por sua qualidade calmante e sabor, cada xícara também pode ajudar com o emagrecimento. Substituir bebidas de alto teor calórico, como suco ou refrigerante, por chá pode ajudar a reduzir a ingestão total de calorias e pode levar à perda de peso. Além disso, muitos tipos de chá são especialmente ricos em compostos benéficos para todo o corpo.
A dieta tradicional dos praticantes de yoga tem sido uma dieta vegetariana. A dieta yoga consiste em frutas, vegetais, grãos e produtos lácteos. Uma vez que o corpo tenha aclimatado para tal uma dieta que não só pode sobreviver, mas também prosperar além de perda de peso, tudo ao mesmo tempo. A dieta de yoga é um plano de perda de peso vegetariana grande.
RIO - Dietas têm muitos nomes, mas a única que leva a uma radical perda de peso é a vegetariana. E isto vale especialmente para quem nunca fez. Esta é a conclusão dos médicos americanos Susan E. Berkow e Neal Barnard, depois de analisarem 40 estudos diferentes relacionando hábitos vegetarianos e massa corporal. Os dois notaram que as mulheres vegetarianas pesam de 6% a 17% menos do que as que são carnívoras. E o mesmo vale para os homens: os que não comem carne são de 8% a 17% mais magros. INFOGRÁFICO: O prato do brasileiro

As frutas e grãos integrais são ricos em fibras, além de muitas plantas conterem antioxidantes, minerais e outros produtos químicos naturais que protegem a saúde. As fibras ajudam a retardar a velocidade com que a comida deixa o estômago e garante a boa digestão. Também permite que nutrientes suficientes sejam absorvidos enquanto o alimento se move através dos intestinos. Várias pesquisas têm relatado que o consumo de fibras ajuda na perda de peso.


Estudos em muitos países mostraram que a taxa de morte por doenças cardiovasculares em vegetarianos é muito menor do que nos não-vegetarianos. Pensa-se que a comida vegetariana contém mais fibras, menos gordura, menos colesterol, alta proporção de gorduras poliinsaturadas e gorduras saturadas. A doença arterial coronária é um tipo de doença que está associada com o colesterol no sangue.
Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos como diretor científico da Associação Brasileira de Nutrologia do Rio de Janeiro (ABRAN-RJ), além de ministrar aulas e palestras. Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.
Quando se faz refeições pequenas a toda hora, o corpo está constantemente produzindo insulina e nunca chega ao estágio de queima. Além disso, nunca vai se sentir 100% satisfeito. Por isso, em vez de fazer de cinco a seis refeições pequenas por dia, faça três refeições principais maiores e dois lanches. É a mesma ideia ajustada para ser mais eficaz.[5]
Olá! Adorei o post, realmente sinto todos esses sintomas. Estou fazendo a 2 semana e 3 dias, já perdi 3kg é preciso perder 10kg. Meus únicos problemas são que não consigo comer folhas : alface, etc… Não gosto. Estou com medo de estar com algum déficit alimentar necessário para o funcionamento o corpo. Mais quero lhe parabenizar e dizer que me motivou ainda mais! Agora só faltam 7kg aqui ?
Essa banalização mostra o quanto é importante que reiteremos que o veganismo é um fenômeno ético e político diretamente ligado à libertação animal, e não uma “dieta boa para emagrecer”. Essa reafirmação precisa, como objetivo, impedir que o termo “vegan” perca seu significado libertário e sua carga de consciência política e seja rebaixado a um mero termo caça-níquel, a ser usado em prol de produtos de “boa forma” e da exploração aética do nicho de mercado “vegan-friendly”. Os Direitos Animais dependem da manutenção da força do veganismo como atitude ética e consciente.
Jejuar diminui o nível de insulina em jejum. A presença de insulina inibe a lipólise, a liberação de triglicerídeos armazenados (gordura corporal). Sem a lipólise liberando a gordura corporal, é bastante difícil usar essa mesma gordura como combustível. Durante um jejum, a insulina em jejum diminui e a lipólise aumenta. Esse aspecto inibidor de insulina do jejum é que literalmente permite o sucesso do jejum, porque sem a habilidade de acessar a gordura corporal armazenada e usá-la como energia, conseguir passar por um período de zero ingesta calórica é praticamente impossível.
Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!

Não pule refeições: esse é um erro que muita gente comete, até mesmo sem perceber, devido à correria do dia a dia. Pular refeições e ficar longos períodos sem se alimentar é um dos fatores que contribui para o armazenamento de gordura. Isso porque nosso organismo entende que é necessário estocar gordura, a fim de fornecer energia para o nosso corpo funcionar corretamente nos períodos em que fica sem receber energia proveniente dos alimentos. Sendo assim, o ideal é se alimentar se 3 em 3 horas;

A quantidade de ingestão dos chás para emagrecer varia de acordo com o objetivo, a erva escolhida e características individuais. Se o objetivo é perder peso, a nutricionista sugere tomar entre 600 a 1000 ml ao dia. “Porém é muito importante ressaltar que a avaliação profissional é sempre recomendada, já que o consumo alto e constante da infusão de ervas pode ocasionar efeitos colaterais”, alerta a especialista.

A quantidade recomendada da bebida pode variar entre duas e três xícaras de chá por dia. Para preparar uma porção utilize cerca de três gramas da folha seca para 300 ml de água. Para preparar uma porção de chá branco utilize três gramas da folha seca para 300 ml de água. Aqueça a água até um pouco antes da fervura, cerca de 80º, depois desligue o fogo e coloque a planta dentro. Deixe descansar por cinco minutos, coe e consuma.

×