Hmmm, percebeu algo ? Todos esses mecanismos lidam com queima de gordura especificamente. Enquanto pode haver algum esquisito por aí que está preocupado com a redução da densidade mineral óssea enquanto mantém tecido adiposo, eu apostaria que que o que a maioria das pessoas quer dizer com "perder peso" é "perder gordura". De tudo o que acabei de listar, parece que jejuar queima gordura, ao invés de simplesmente peso. Mas e sobre o que a Sabedoria Convencional afirma, que jejuar aumenta a degradação muscular - talvez porque o seu corpo vai reconhecer a natureza letal de toda aquela gordura saturada entupidora de artérias e vai escolher consumir o músculo ao invés ? Isso é verdade ?
Pero aún no hay pruebas de que beber té verde haga lo mismo para los seres humanos. Los investigadores sugieren que aunque el trabajo es interesante y presentado los resultados de que los compuestos en el té verde, aparte de la cafeína, están involucrados en la termogénesis y el control del peso, la precaución debe utilizarse en la interpretación de datos de animales y su aplicación a los seres humanos. Y hasta que se hagan mejores ensayos clínicos con seres humanos, es difícil indicar la importancia fisiológica del té verde en los seres humanos.

Esse grupo foi liderado pelo Dr. Neal Barnard, principal autor do estudo, presidente do Physicians Committee e professor adjunto de medicina na George Washington University School of Medicine and Health Sciences. Dr Neal tem advogado em favor das dietas vegetarianas e sido um defensor das organizações de bem-estar animal. “Esperamos que os prestadores de cuidados de saúde tomem nota e prescrevam esta abordagem aos pacientes que procuram gerir peso e saúde.”, afirmou Dr Neal.
Pero aún no hay pruebas de que beber té verde haga lo mismo para los seres humanos. Los investigadores sugieren que aunque el trabajo es interesante y presentado los resultados de que los compuestos en el té verde, aparte de la cafeína, están involucrados en la termogénesis y el control del peso, la precaución debe utilizarse en la interpretación de datos de animales y su aplicación a los seres humanos. Y hasta que se hagan mejores ensayos clínicos con seres humanos, es difícil indicar la importancia fisiológica del té verde en los seres humanos.
Agora, a pergunta que você pode fazer é, se isso funciona? A resposta é um plano de dieta vegetariana por uma semana, mas só funciona quando combinado com exercícios regulares e exercícios. Você precisa queimar as calorias extras ao mesmo tempo. Outro benefício da dieta vegetariana é o consumo de calorias, em vez de menos calorias. Todos os alimentos vegetarianos ricos em proteínas, frutas e legumes são baixos em calorias, em comparação com não-veg dieta alimentar, facilitando, assim, mais rápida perda de peso.
Assim como Harvard, ela recomenda um cardápio com água, chás e pouco café, legumes, verduras, frutas, cereais integrais, leite e derivados magros, frutas oleaginosas, azeite extravirgem, ervas aromáticas, molho de tomate caseiro, vinho tinto moderado, suco de frutas (naturais), especiarias, peixes, frango orgânico, ovos caipiras ou orgânicos. E é a favor de até 300g de carne de boi magra por semana, divididas em duas a três refeições semanais.
Estou com a mesma estrutura sua o mesmo peso 91 quilos, treino pesado a uns 16 meses e continuo barrigudo de verdade só que grande pra cima músculos, então li agora sua experiência e fiz sem querer essa semana jejum intermitentes, minha última refeição foi as 20:00 horas e fiquei sem fome até as 14:00 depois que cheguei da academia, comi proteínas e salada apenas. Uma semana perdi 2 quilos, alias 5 dias, to me sentindo bem e tranquilo porém o final de semana chegou e geralmente tomo uma gelada e bastante ai volta tudo de novo, pretendo aguentar ficar sem beber algumas semanas se aguentar.

Quando se fala em emagrecer e queimar gordura, a primeira palavra que vem à cabeça da maioria das pessoas é dieta. Mas essa é exatamente a palavra que deve ser retirada do vocabulário, conforme explica Rodrigo Polesso, especialista em Nutrição Otimizada para Saúde e Bem-Estar pela Universidade Estadual de San Diego, Califórnia (EUA), e líder do movimento Tribo Forte. “O que você precisa é transformar seu metabolismo e definir um estilo de vida capaz de destreinar seu corpo a acumular gordura”, conta. A recomendação do especialista? Seguir estas 7 atitudes:


A refeição preferida dos brasileiros, composta por arroz, feijão, carne vermelha, café e pão francês - como mostrou a Pesquisa de Consumo Alimentar Pessoal no Brasil (IBGE) - está na berlinda: o novo "Prato da Alimentação Saudável" da Universidade de Harvard, lançado esta semana, condena o cardápio nacional. Os americanos privilegiam a dieta rica em grãos integrais, gorduras e proteínas saudáveis, o que quer dizer que os brasileiros estão comendo mais e mal, já que também adoram carboidratos refinados como lasanha, pizza e batata-frita, que só fazem engordar.
Muitos estudos mostram que os veganos têm um risco maior de deficiência de vitamina B12, vitamina D3, ômega-3, iodo, ferro, cálcio e zinco. Isso pode representar um risco particular para aqueles com necessidades especiais, como crianças, mulheres grávidas e lactantes. Além de procurar orientação profissional para compor uma dieta balanceada, muitas vezes é necessário o uso de suplementos.

É totalmente possível comer de 60 a 100 gramas de proteínas por dia em uma dieta vegetariana rica em proteínas. Se você escolher esse tipo de regime alimentar, você pode esperar que irá se sentir mais cheio de energia, mais focado e ter menos apetite ao mesmo tempo. Uma dieta livre de carne também diminui os riscos de doenças do coração, diabetes, obesidade e certos tipos de câncer.
Em jejuns com duração inferior a 24 horas refeições ricas nutricionalmente antes e depois do período de jejum são suficientes para garantir um aporte nutricional adequado. Em jejuns mais prolongados, para além do acompanhamento médico especializado, uma dieta nutritiva antes e depois do jejum associada à toma de um multivitamínico garantem os nutrientes essenciais (vitaminas, minerais, ácidos gordos e aminoácidos). 17,18
Os pesquisadores analisaram 15 estudos feitos sobre as dietas vegetarianas ou veganas, e descobriram que estas levaram a uma perda de peso de mais de 3 quilos, independentemente da contagem de calorias ou de exercícios físicos. Entre os estudos, 11 diziam respeito a uma dieta vegana, exclusivamente, ao passo que os restantes se basearam em dietas vegetarianas.
- O gasto calórico de repouso, o metabolismo basal, isto é, o que queimamos sem fazer nada, varia de acordo com genética, idade, peso e massa muscular. Porém a digestão do vegetariano costuma ser acelerada porque ele ingere menos gorduras e mais fibras, e segue uma dieta fracionada, comendo poucas porções em intervalos menores no dia. E come alimentos de alta densidade nutricional e baixas calorias.
Energia gasta com o efeito térmico dos alimentos: Apesar de ser o menor gasto energético diário, pode ser utilizado como uma boa estratégia por quem quer reduzir gordura corporal. Esse gasto refere-se ao processo de digestão e absorção dos nutrientes, principalmente. É por esse motivo que chamamos alguns alimentos de termogênicos. – aqueles que demandam mais energia para sua digestão e absorção, além de elevar a temperatura corporal.
Pesquisas dizem que elementos encontrados no chá verde aceleram o metabolismo, e é responsável por ajudar pessoas a perder peso – eles podem queimar 70 calorias por dia! De acordo com 17 estudos clínicos, o chá verde está relacionado a níveis significativamente mais baixos de açúcar no sangue. Chá verde também aumenta o nível de antioxidantes. Se acredita que o antioxidante catequina no chá verde acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordura. É preciso cuidado com o chá verde já que algumas fontes parecem conter níveis excessivos de sódio, então tente ficar com as fontes orgânicas. Tempo de infusão do chá: dois a três minutos a 85 °C.
Las catequinas del té verde pueden ayudar a prevenir la obesidad al inhibir el movimiento de la glucosa en las células de grasa. Se ha encontrado que EGCG es especialmente efectivo. El té verde también actúa como un regulador de la glucosa. Causa que los carbohidratos sean liberados lentamente, evitando incrementos bruscos en los niveles de insulina en la sangre. Esto promueve la quema de grasa.

Os níveis de açúcar no sangue (tecnicamente glicemia) são controlados de forma “apertada” por vários mecanismos no organismo. Quando entramos em modo de jejum são ativados mecanismos hormonais que levam à produção da glicose necessária no fígado a partir das reservas de gordura acumuladas (um processo designado por gliconeogénese).14 Por exemplo, é este mecanismo que previne uma hipoglicemia durante o jejum noturno enquanto dormimos.

4. Coma à noite, sim! - outro mito que precisa ser derrubado agora - e já vai tarde. Ficar sem comer à noite ou não comer carboidrato no jantar não vão trazer bem algum para sua perda de gordura, especialmente se você se exercita pela manhã. Só o café não vai dar conta de te alimentar o suficiente e, de novo, o organismo vai lá na massa magra pra procurar energia. “Não há diferença se você consumir carboidrato de dia ou à noite, desde que esteja em quantidade adequada. À noite, prefira alimentos menos calóricos, com baixo teor de gorduras e de fácil digestão”, aconselha Paula Castilho.
De acordo com um novo estudo, publicado no ‘Journal of the American College of Nutrition’, essa alimentação acelera o metabolismo reduzindo fatores de risco da síndrome metabólica (conjunto de fatores de risco, essencialmente cardiovasculares, que têm por base a obesidade abdominal) e diabetes tipo 2, assim como contribui para o alcance da perda de peso almejada, melhora o controle da glicemia e aumenta a sensibilidade à insulina.

Para Geloneze, da Unicamp, esses possíveis ganhos não são patrimônio exclusivo do jejum. “Qualquer processo baseado na restrição de calorias culmina na mobilização de reservas. E o único nutriente que temos estocado em grande quantidade é a gordura”, ensina. “Além disso, emagrecer significa elevar as taxas do colesterol bom, o HDL, e diminuir inflamação, pressão, glicemia e triglicérides. Portanto, atribuir tudo ao jejum é uma distorção da realidade”, defende. Trocando em miúdos, os benefícios viriam na rabeira da perda de peso – independentemente de como ela ocorra.
O chá de cúrcuma pode ser um dos chás para acelerar o metabolismo e prevenir o acúmulo de gordura nos tecidos adiposos e outros órgãos. Isso pode evitar mais ganho de peso em pessoas com sobrepeso ou obesas. Além disso, o chá de cúrcuma tem ação termogênica, o que aumenta a taxa metabólica no corpo para queimar as calorias, promovendo a perda de peso.

A ingestão regular de alimentos (de índice glicémico baixo) permite manter os níveis de insulina e de glicose estáveis e, desta forma, evitar as quebras de energia e a perda de massa muscular (sempre que há uma descida dos níveis de açúcar no sangue, o tecido muscular é sacrificado para ser convertido em glicose), que resulta na diminuição da taxa metabólica de repouso (menos gordura é utilizada como fonte de energia).
O que Polesso chama de substâncias comestíveis são os produtos industrializados que não apresentam muitos nutrientes. “Para queimar gordura naturalmente, você precisa restabelecer o bom funcionamento do metabolismo e do sistema hormonal”, explica, destacando que o primeiro passo para conseguir isso é removendo as toxinas que emperram esse sistema. “As toxinas estão nas substâncias comestíveis, nos açúcares, farináceos processados e carboidratos artificiais. “São estes elementos que fazem com que o metabolismo produza uma grande quantidade de insulina, incentivando o estoque de gordura”, conta.
Guilherme Giorelli é nutrólogo e médico do esporte e exercício. Fellow do International College for Advancement of Nutrology e com mestrado em vitamina D, ele organiza eventos como diretor científico da Associação Brasileira de Nutrologia do Rio de Janeiro (ABRAN-RJ), além de ministrar aulas e palestras. Seu dia a dia, porém, é o atendimento de pacientes que buscam cuidar da saúde por meio da alimentação e do exercício.
Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition, conceituada revista da Sociedade Americana de Nutrição, acompanhou dois grupos de gordinhos. Os dois seguiram um cardápio de baixa caloria. Mas só o primeiro bebeu de seis a oito xícaras de chá verde por dia. No final do estudo, esses pacientes queimaram 4% a mais de gordura que o grupo que passou longe do chá.
La leptina es una proteína producida por las grasas que parecen desempeñar un papel importante en la gestión del almacenamiento de grasa en el cuerpo a través de señales cerebrales. Hace años, los científicos creían que los niveles más bajos de leptina aumentarían el apetito. Sin embargo, la investigación actual ha encontrado que hace exactamente lo contrario y disminuye el apetito. Hay pruebas claras de que los polifenoles del té verde (EGCG) son un factor en la depresión de la leptina, así como que afectan a otros niveles hormonales importantes en la regulación del apetito.
Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Universidade de Surrey, na Inglaterra, analisaram o impacto da dieta 5:2 – que consiste em comer normalmente cinco vezes por semana e ter uma alimentação muito restritiva duas vezes – na capacidade de metabolismo do corpo e na predisposição do organismo limpar a gordura e a glicose após uma refeição, em comparação com as dietas convencionais.

Existem pílulas, chás e até mesmo alimentos disponíveis no mercado que prometem ajudá-lo a perder peso. Alguns são eficazes, e alguns são nada mais do que marketing. Dente de leão em chá é um desses produtos, e muitas pessoas querem saber se ele realmente funciona. Aqui, você vai aprender sobre a ciência por trás do chá de dente de leão e se ele poderia potencialmente ajudá-lo a perder quilos.


Que tal fazer ciclos calóricos? Já foi citado o ciclo de carboidratos, mas isso pode ser feito com calorias também, seguindo a mesma lógica científica: se não consome calorias o suficiente, seu corpo fica tenso, o metabolismo começa a desacelerar e consumir seus músculos. Por isso, quando estiver em uma dieta com poucas calorias, inclua dias de maior ingestão calórica para mantê-la funcionando e acelerar o corpo.
A preferência é que coma normalmente nesse período, e o melhor é que o seu normal seja uma alimentação bastante saudável. Ainda assim, os estudos mencionados simplesmente não controlavam a alimentação das pessoas no período em que podiam comer. Se as pessoas comiam muito, pouco ou normal, é impossível saber. O fato é: as pessoas estavam livres para comer como quisessem na fase de alimentação, e os resultados foram positivos.
"Segunda a medicina oriental, a água quente ajuda na digestão dos alimentos e a eliminar toxinas do organismo. Por isso mesmo, o ideal seria ingerir um pouco de água quente após as refeições e logo ao acordar", conta Sara. A água quente em jejum ajuda no funcionamento metabólico e a equilibrar a temperatura do corpo, que fica abaixo do normal quando acordamos.
“Os chás são uma ótima opção para ingerirmos a quantidade de líquidos mínima diária, principalmente para aquelas pessoas que têm muita dificuldade em beber simplesmente água. Contudo, alguns possuem realmente componentes auxiliadores num processo de perda de peso, como aqueles que garantem efeitos diuréticos“, explica à NiT Joana Nogueira, nutricionista na cadeia de ginásios Holmes Place.
×