A prática do jejum é algo comum na história dos seres humanos. Além do jejum fazer parte das principais religiões, (incluindo o cristianismo, islamismo e o budismo), nossos ancestrais não tinham comida disponível o ano todo em supermercados e geladeiras para fazer 3 ou 4 refeições por dia. Até o por isso o JI é uma prática comum entre os adeptos da dieta paleo.

Alguns dizem que é bom levantar pesos antes da atividade aeróbica, pois ela acaba com o estoque de glicogênio, e então quando chega a hora da musculação já não tem mais energia. E quando não consegue levantar os pesos não desenvolve massa muscular. No entanto, isso é mais importante para os fisiculturistas que buscam hipertrofia do que para quem só quer perder as dobrinhas na barriga.
Anis estrelado é uma fruta colhida a partir de pequenas árvores verdes conhecidas como Illicum Verum. A árvore é nativa da China e tem sido usada há séculos como um tratamento para problemas digestivos. Sintomas como diarreia, náusea e constipação são comumente tratados com chá de anis estrelado. No entanto, o seu uso mais popular é o aumento do metabolismo e a promoção da perda de peso.
A turma da barriga vazia seguiu um modelo assim: no dia da privação, devia consumir 25% das necessidades calóricas. Complicou? Bem, vamos supor que, normalmente, esses indivíduos pudessem ingerir 2 mil calorias. Então, no jejum, teriam à disposição somente 500 calorias. Por outro lado, no dia seguinte estavam liberados para chegar a 125% das suas necessidades calóricas, isto é, 2 500 calorias. Em resumo: ora comiam míseras 500 calorias, ora se refestelavam com cinco vezes mais do que isso. Já entre a parcela que passou pela restrição clássica, a orientação foi cortar, todos os dias, 25% das necessidades calóricas habituais – seria o equivalente a comer 1 500 calorias em vez de 2 mil.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Universidade de Surrey, na Inglaterra, analisaram o impacto da dieta 5:2 – que consiste em comer normalmente cinco vezes por semana e ter uma alimentação muito restritiva duas vezes – na capacidade de metabolismo do corpo e na predisposição do organismo limpar a gordura e a glicose após uma refeição, em comparação com as dietas convencionais.

Engana-se quem pensa que os chás, por serem naturais, não oferecem riscos à saúde se consumidos de forma errada. “O consumo exagerado dos chás sem orientação pode causar hipertensão ou hipotensão arterial, arritmia cardíaca, insônia ou gastrites. Alguns chás não devem ser consumidos por gestantes ou lactantes. Por isso, é interessante a prescrição de médico ou nutricionista antes de consumi-los”, lembra a nutricionista Sabrina.

Cada vez mais pessoas sofrem de intolerância à histamina. As histaminas podem encontrar-se em muitos tipos de alimentos, como vinho, carne fumada e alimentos enlatados, mas também em algumas frutas e legumes. Outros alimentos estimulam a produção de histaminas pelo próprio corpo. Os sintomas são semelhantes aos das alergias (erupções cutâneas, fadiga, problemas gastrointestinais, etc.) e ocorrem frequentemente após as refeições.

Agora, a chave para o sucesso em um plano de perda de peso dieta vegetariana deve incluir uma alimentação adequada na lista acima quantidade, e experimentar as diversas opções de menu, como parte de sete dias plano de dieta vegetariana para perder peso. O principal objetivo deste plano de dieta não exceda a ingestão de calorias a mais de 1800 calorias. Muito queijo ou maionese ou carboidratos, como batatas recheadas ou cozidos, seria útil se você estiver procurando por uma perda de peso rigoroso. A melhor maneira de planejar o seu plano de dieta vegetariana é que comer legumes cozidos e preparar saladas, como eles são leves e fáceis de digerir. Outra coisa a considerar é evitar coisas muito oleosos e picantes como estes, após o consumo, directamente a partir da gordura armazenada que se deteriorar completamente o plano de dieta. A dieta de vegetais crus ou cozidos, juntamente com os ovos são boas idéias para o almoço e jantar, enquanto saladas e sopas são a melhor como snacks durante todo o dia. Se você tem o hábito de comer doces, saladas iria fazê-lo.
Se você fica um pouco assustado com a ideia de comer apenas de manhã e à noite, existe uma outra versão dessa dieta que pode te ajudar a acostumar seu organismo. Ao invés de ingerir as 500/600 calorias em apenas duas refeições, você pode fazer vários pequenos pratos ao longo do dia, enganando seu organismo. A perda de peso pode ser menor, porém, com menos sofrimento.

Dependendo da alimentação que fazemos podemos por vezes sentir que estamos mais gordinhas… mas na realidade o que estamos é mais inchadas…com retenção de líquidos, que faz com que o corpo pareça mais gordo. O excesso de sal e o facto de bebermos pouca água, por exemplo, são potenciadores desse efeito no nosso organismo, fazendo com que o corpo necessite de reter água.

O chá de hibisco é preparado com o cálice do botão seco da flor chamada Hibiscus Sabdariffa, que não é aquela espécie de hibisco normalmente encontrada nos jardins. Esta bebida evita o acúmulo de gordura. Uma pesquisa publicada no Journal of Ethnopharmacology da Sociedade Internacional de Etnofarmacologia concluiu que o chá de hibisco é capaz de reduzir a adipogênese. Este processo consiste na maturação celular no qual as células pré-adipócitas se convertem em adipócitos maduros capazes de acumular gordura no corpo.

×