Não basta eliminar os carboidratos processados. “Limitar o consumo de carboidratos densos, como batata, arroz, açúcares e bebidas adoçadas, é primordial porque a obesidade é uma doença metabólica causada pelo excesso de insulina”, explica. O especialista destaca que todos os tipos de carboidratos são lenha para a fogueira para esse hormônio produzido pelo pâncreas. “Somente ao fazer isso você começa a possibilitar que o organismo priorize o emagrecimento e a queima dos excessos”.
Seguir uma dieta vegetariana reduz até duas vezes mais o peso corporal em relação às dietas de baixa calorias tradicionais, de acordo com um novo estudo, publicado pela revista científica Journal of the American College of Nutrition, no início de junho. Embora envolva poucos participantes, a pesquisa mostrou ainda que a dieta vegetariana também acelera mais o metabolismo e reduz a gordura corporal, em comparação às demais dietas.

Você pode usar o compasso de calibre (ou caliper), balanças e monitores de gordura corporal, cápsulas corporais, deslocamento de água e escaneamento DEXA. Em geral, os métodos mais caros são mais precisos. Se puder pagar, experimente alguns métodos diferentes para ter uma ideia mais precisa. Alguns pontos de diferença na gordura corporal são muita coisa!
A principio, nos primeiros dias de jejum, não é recomendado treinar depois de muito tempo sem comer, sob o risco de sentir náuseas, fortes dores de cabeça e tontura. Após esse período de adaptação, muitos praticantes já relataram total tranquilidade para fazer o treino, dentro da janela ou não. Pode ser que seja questão de costume, pode ser que algumas pessoas não se adaptem. Alguns médicos, nutricionistas e educadores físicos tem defendido e estudado os treinos durante jejum. De qualquer forma, para nós, “meros mortais”, que treinamos apenas em busca de um corpo bacana, definição leve e saúde, e não profissionalmente, o ideal é tentar treinar sempre durante as janelas de alimentação. Vamos falar mais sobre isso logo a seguir.
Empeze en el octubre del 2016 con 97 kg y después de 8 meses ya estoy a 85 kg. Estoy bien, me siento muy energética y positiva y ya se que falta poquito para llegar a mi objetivo de 79 kg. Y todo esto gracias a la ayuda y a la guía de Marisa en Alimmenta. Con su profesionalidad he por fin re-aprendido a comer en manera saludable, a utilizar bien los alimentos en mi dia a dia y he afrontado los cambios que estaban pasando en mi vida con mucha positividad y un poquito mas de calma también en el aspecto de mi alimentación.
Embora muitas pessoas bebam chá apenas por sua qualidade calmante e sabor, cada xícara também pode ajudar com o emagrecimento. Substituir bebidas de alto teor calórico, como suco ou refrigerante, por chá pode ajudar a reduzir a ingestão total de calorias e pode levar à perda de peso. Além disso, muitos tipos de chá são especialmente ricos em compostos benéficos para todo o corpo.

- Concordo que a combinação arroz, feijão, bife e batata frita não é a melhor - diz Vilma Blondet. - As frituras devem ser evitadas. Bife só com moderação, porque é rico em gordura saturada e colesterol. Prefira carne branca ou vermelha magra acompanhada de salada verde, hortaliças e sobremesa de fruta. Arroz, os nutricionistas de Harvard só aceitam o integral.
A capacidade impressionante do jejum intermitente para estimular a produção de hormônio do crescimento também é importante para reduzir o risco de um praticante de desenvolver uma série de tipos de câncer. Comer regularmente desencadeia um processo no corpo para produzir mais e mais células novas – o que pode inadvertidamente acelerar o crescimento de certas células cancerígenas. O jejum, no entanto, dá ao seu corpo um pouco de descanso desta atividade e diminui a possibilidade de novas células se tornarem cancerosas.
Com base nos resultados, a dieta vegetariana pode fazer perder duas vezes mais peso do que uma dieta somente de restrição calórica. Na dieta vegetariana, 60% das calorias vieram de carboidratos, 15% de proteínas e 25% de gordura. Já na convencional dieta antidiabética, 50% vieram de carboidratos, 20% de proteínas e 30% de gorduras, limitando as saturadas em 7%.
A refeição preferida dos brasileiros, composta por arroz, feijão, carne vermelha, café e pão francês - como mostrou a Pesquisa de Consumo Alimentar Pessoal no Brasil (IBGE) - está na berlinda: o novo "Prato da Alimentação Saudável" da Universidade de Harvard, lançado esta semana, condena o cardápio nacional. Os americanos privilegiam a dieta rica em grãos integrais, gorduras e proteínas saudáveis, o que quer dizer que os brasileiros estão comendo mais e mal, já que também adoram carboidratos refinados como lasanha, pizza e batata-frita, que só fazem engordar.
Quando se faz refeições pequenas a toda hora, o corpo está constantemente produzindo insulina e nunca chega ao estágio de queima. Além disso, nunca vai se sentir 100% satisfeito. Por isso, em vez de fazer de cinco a seis refeições pequenas por dia, faça três refeições principais maiores e dois lanches. É a mesma ideia ajustada para ser mais eficaz.[5]
Com o objetivo de avaliar o potencial da perda de peso de cada grupo, todos os participantes tiveram suas dietas limitadas a 500 calorias diárias, menos do que precisavam para manter o peso. Depois de seis meses, aqueles que seguiram a dieta vegetariana perderam, em média, seis quilos, contra apenas três quilos a menos naqueles que seguiram a dieta convencional.

Vale ficar atenta: essa não é uma medida radical na perda de peso. É preciso comer direito durante a janela alimentar, principalmente se a prática fizer parte da sua rotina. Alguém que se abstenha 20 horas por dia, por exemplo, pode consumir, nas quatro horas restantes, o total de calorias que dividiria em várias refeições. O nutricionista João Gabriel Marques explica que, quando estamos em jejum – o que acontece a partir de três horas sem comer –, nosso corpo gasta mais gordura. Por isso, a prática seria mais efetivo para o emagrecimento do que apenas o controle alimentar.
Mas a doutora Susan Berkow, PhD da Universidade de George Mason, de Washington D.C., faz um alerta: a dieta vegetariana só tem efeito de perda radical de peso para os carnívoros. Por que? Ela explica: como os vegetarianos são, em média, mais magros do que os carnívoros, para eles é muito mais difícil perder peso. Eles chegam a um ponto que, por defesa de seu organismo, não emagrecem mais.
Enquanto está em uma dieta vegetariana rica em proteínas (como na primeira fase da dieta Dukan), você deve buscar variar os alimentos. Busque diferentes fontes de proteínas e tente várias técnicas de preparação diferentes para conseguir a maior variedade. Manter as coisas novas e excitantes vai ajudar você a ficar mais interessado na dieta, o que vai levar a uma taxa de sucesso maior.
Na América do Sul, a Erva Mate é cultivada e tomada como medicamento há séculos. Ela também combate o câncer. Algumas das enzimas antioxidantes mais importantes no corpo são induzidas pelo mate. Ela é rica em polifenóis e mostra uma grande atividade antioxidante. Pessoas que bebem chá mate experimentam um aumento significante de uma enzima que promove o colesterol HDL (bom) que evita que gorduras se oxidem. O mate é tradicionalmente infundido e servido em uma cuia e bebida através de um canudo de metal. Você também pode fazer mate em uma cafeteira normal. Apenas coloque o mate onde você normalmente colocaria o café.
Reservamos energia sob a forma de gordura para um eventual período de escassez alimentar. Assim, qual seria o sentido de armazenar energia como gordura e num primeiro momento de escassez começarmos a consumir o músculo?! Quando o organismo entra em modo de jejum são ativados mecanismos hormonais que levam à mobilização da gordura acumulada como fonte de energia (p.ex. descida da insulina) e simultaneamente à preservação do músculo (p.ex. aumento da hormona de crescimento GH) .8,9,10,11,12,13
"Nós fizemos uma estimativa do efeito sobre o peso corporal, quando as dietas vegetarianas são prescritas", dizem os pesquisadores que analisaram as alterações no peso corporal em grupos de controle que receberam tratamentos para emagrecer, com a prescrição destas dietas, e nos grupos que não receberam esta recomendação, usando um modelo de efeitos aleatórios para estimar a diferença média de peso. "Não houve diferença significativa na perda de peso entre os estudos que analisaram os ovo-lacto-vegetarianos, daqueles em dietas veganas", acrescentam.

Comer o que quiser durante cinco dias e depois jejuar em dois dias não consecutivos. A proposta é de "A Dieta dos 2 Dias", livro publicado em Portugal pela Lua de Papel ou «Fast Diet» [dieta rápida em tradução literal], o nome original em inglês, também conhecida como Dieta 5:2, como a definem alguns especialistas. Criada por Michael Mosley, um produtor da BBC com formação em medicina, é apresentada como "uma estratégia sustentável para uma vida saudável e longa".


“El mensaje principal es que una dieta basada en vegetales puede ayudar a perder peso sin tener que contar calorías y sin el aumento gradual de su rutina de ejercicios”, dice Neal Barnard, MD, autor principal del estudio, el presidente del Comité de Médicos, y una profesor asociado adjunto de medicina en la Washington Escuela de medicina y Ciencias de la Salud de la Universidad George. “Esperamos que los proveedores de atención de la salud tomarán nota y prescribir este enfoque a los pacientes que buscan controlar su peso y la salud.”

A secreção do hormônio do crescimento (GH), um dos principais hormônios queimadores de gordura, aumenta durante um jejum. Num protocolo de jejum de cinco dias, homens experienciaram secreção aumentada de GH nos dias 1 e 5 (os únicos dois dias nos quais o GH foi medido). Um estudo posterior mostrou que durante sessões de jejum de 2 dias, a secreção de hormônio do crescimento aumentaram tanto em frequência quanto em intensidade, em homens. Eles experienciaram disparos de GH mais frequentes, e cada disparo secretava uma massa maior do hormônio. Um estudo mais recente mostrou que jejuns de 24h aumentavam o GH em 1300% em mulheres, e em quase 2000% em homens.


A prática do jejum é algo comum na história dos seres humanos. Além do jejum fazer parte das principais religiões, (incluindo o cristianismo, islamismo e o budismo), nossos ancestrais não tinham comida disponível o ano todo em supermercados e geladeiras para fazer 3 ou 4 refeições por dia. Até o por isso o JI é uma prática comum entre os adeptos da dieta paleo.
O chá verde possui forte ação termogênica. Isto ocorre por dois motivos. Primeiro, a bebida conta com cafeína em sua composição que tem efeito estimulante e contribui para a queima mais intensa de calorias, especialmente de gorduras. Além disso, o chá verde possui polifenóis que inibem a ação de uma enzima chamada catecol-O metiltransferase microssomal hepática. Quando a ação desta enzima é impedida a termogênese aumenta.
×