Sou vegetariano já faz 8 anos.todos esses sintomas eu tive mais mesmo assim segue adiante. a mudança de não comer nenhum tipo de carne na verdade foi uma desilusão amorosa. Fiquei 3 meses morando sozinho e me parece uma preguiça fritar carne. Aí fiquei até hoje sem comer carne estou muito bem de saúde não fico doente faz tempo que não tenho uma gripe. Então você que não come carne igual a eu parabéns. E viva 100 % os vegetais.

Ser vegetariano é abster-se do consumo de todo os alimentos de origem animal, o que inclui os ovos, laticínios e mel. Àqueles que consomem os derivados de ovos e laticínios dá-se o nome de protovegetarianos, ou seja, aqueles que estão a caminho do vegetarianismo, mas ainda não chegaram lá. "Já quem se abstém do consumo de outros produtos animais para além da alimentação, como o couro, lã, seda ou produtos que tenham sido testados em animais, dá-se o nome de vegano", explica Dr. George.


- O gasto calórico de repouso, o metabolismo basal, isto é, o que queimamos sem fazer nada, varia de acordo com genética, idade, peso e massa muscular. Porém a digestão do vegetariano costuma ser acelerada porque ele ingere menos gorduras e mais fibras, e segue uma dieta fracionada, comendo poucas porções em intervalos menores no dia. E come alimentos de alta densidade nutricional e baixas calorias.
Quem costuma fazer dietas conhece muito bem estes ingredientes, por serem alimentos termogênicos, ou seja, que elevam a temperatura do corpo e aceleram o metabolismo. Ao misturar uma colher de café de gengibre picado e meio pau de numa panelinha com uma xícara de água e deixar ferver por dez minutos, estarão a preparar um chá que aumenta a sensação de saciedade, reduz o apetite e ainda estimula a queima de gordura. Pode-se fazer um chá utilizando somente um deles, mas juntando-os estamos a potenciar os seus benefícios!
O chá verde ainda age na composição de gorduras no corpo. Estudo preliminares apontam que uma das catequinas mais presentes no chá verde, a epigalocatequina galato, estimula diversas enzimas que controlam o metabolismo das gorduras e até incentivam a quebra delas. Assim, as gorduras são melhores utilizadas pelo nosso organismo e não ficam paradas no tecido adiposo.
×