Meio Ambiente: Sua temperatura corporal é estritamente regulada pelo hipotálamo em seu cérebro. Este termostato interno recebe sinais de receptores ao redor do seu corpo que detectam a temperatura. Quando a temperatura do seu corpo começa a diminuir, por exemplo, em resposta a temperaturas frias, o hipotálamo envia um sinal para os músculos se contraírem. Essas contrações musculares, ou tremores, ajudam a produzir calor e aquecer seu corpo. Assim, expor-se a um clima frio pode impulsionar o seu metabolismo através da termogênese.
O objetivo inicial do estudo era avaliar como o jejum intermitente pode alterar a capacidade de metabolização de gordura e açúcares do organismo. Mas os resultados mostraram que em 59 dias, o grupo que seguiu o jejum intermitente perdeu pelo menos 5% do peso e diminuiu em 9% os índices da pressão arterial. Já os voluntários que cumpriram a dieta com menos calorias diárias precisaram de 73 dias para perder a mesma quantidade de peso e diminuíram a pressão arterial em apenas 2% no final de todo o processo.
Ao limitar o carboidrato, normalmente as pessoas aumentam o consumo de gorduras naturais. “É importante parar de incluir gordura artificial, como margarina e óleos vegetais, e priorizar as naturais como azeite, óleo de coco e até banha, que não são tóxicos e ajudam o corpo a funcionar bem”, completa. Aos poucos, você vai se tornando uma máquina de queimar gordura!
É realmente alarmante o número de pessoas que praticam atividades físicas, se alimentam bem, mas mesmo assim ainda não conseguem atingir o corpo dos seus sonhos. No entanto, o que elas e provavelmente você também não saiba é que existe uma maneira de contribuir para que o processo de emagrecimento seja mais rápido e você consiga atingir, definitivamente, o corpo que sempre sonhou.
A quantidade recomendada da bebida pode variar entre duas e três xícaras de chá por dia. Para preparar uma porção utilize cerca de três gramas da folha seca para 300 ml de água. Para preparar uma porção de chá branco utilize três gramas da folha seca para 300 ml de água. Aqueça a água até um pouco antes da fervura, cerca de 80º, depois desligue o fogo e coloque a planta dentro. Deixe descansar por cinco minutos, coe e consuma.
Este blog é composto por minhas opiniões pessoais, baseadas em auto-experimentação com dieta paleo, e também por artigos traduzidos - estes produzidos por estudiosos do assunto. As opiniões expressas aqui, minhas ou de outros autores, não podem substituir as de seu médico. O que funciona bem para mim, pode não funcionar para outras pessoas. Se você escolher seguir alguma das opiniões aqui publicadas, faça-o com o conhecimento do seu médico!
Começando a abundância de carboidratos em uma dieta vegetariana plano de perda de peso são importantes, pois são uma boa fonte de energia rápida para antes e depois de um treino. Mas lembre-se de ficar longe de comida vegetariana que contém uma grande quantidade de açúcar refinado, amido ou farinha branca, que só fazem você ganhar peso e pode deixar você com mais fome do que antes.

O chá verde possui forte ação termogênica. Isto ocorre por dois motivos. Primeiro, a bebida conta com cafeína em sua composição que tem efeito estimulante e contribui para a queima mais intensa de calorias, especialmente de gorduras. Além disso, o chá verde possui polifenóis que inibem a ação de uma enzima chamada catecol-O metiltransferase microssomal hepática. Quando a ação desta enzima é impedida a termogênese aumenta.
Basta substituir os pratos de carne com produtos de soja, lentilhas e cereais integrais. Você pode obter proteína suficiente (especialmente se você também consumir nozes e produtos lácteos), através tal dieta. Vale a pena dar uma chance, desde que você tenha um pouco de força de vontade e estão preparados para cumpri-la. Afinal, nada vem fácil na vida (bem, não pelo menos para mim!).
Olá, Walmar Andrade! Tudo bem. Olha eu ameiii seus relatos, sua matéria. Bom, eu hoje peso 100 kg, isso me da depressão e quero muito perder peso urgente, pois, tenho apenas 1,62 de altura e isso me prejudica muito… Estou muito feliz por conhecer as possibilidades que a “Dieta Intermitente” nos oferecendo, então iniciei semana passada com 12 hs, agora com 18hs confesso que no início senti dor de cabeça, fraqueza, sono… e tc, mas agora me sinto melhor. Haa… estou fazendo zumba entrei na academia rsrsr 3x por semana. Obrigado pelos seus incentivos e sua força. Logo, logo posto aqui meus resultados.#tamojuntogalera!!!

Olá, Walmar Andrade! Tudo bem. Olha eu ameiii seus relatos, sua matéria. Bom, eu hoje peso 100 kg, isso me da depressão e quero muito perder peso urgente, pois, tenho apenas 1,62 de altura e isso me prejudica muito… Estou muito feliz por conhecer as possibilidades que a “Dieta Intermitente” nos oferecendo, então iniciei semana passada com 12 hs, agora com 18hs confesso que no início senti dor de cabeça, fraqueza, sono… e tc, mas agora me sinto melhor. Haa… estou fazendo zumba entrei na academia rsrsr 3x por semana. Obrigado pelos seus incentivos e sua força. Logo, logo posto aqui meus resultados.#tamojuntogalera!!!
A cada ano, profissionais de saúde e pesquisadores buscam estratégias confiáveis ??e cientificamente apoiadas para perda de peso bem-sucedida. Ao mesmo tempo, dietas extremas e planos de emagrecimento - tanto o absurdo (dieta da sopa de repolho) quanto o mais sensato (dieta mediterrânea) - aumentam a popularidade. Dois desses planos - a dieta vegana e a dieta cetogênica - estão em polos opostos em termos de estratégia alimentar, mas ambos são populares por sua promessa de perder os quilos extras. A dieta cetogênica (ceto) é uma dieta rica em gordura e baixo teor de carboidratos. Ela enfatiza fontes ricas de gordura, como produtos lácteos e abacate, com porções moderadas de proteína e muito poucos carboidratos. A dieta vegana é um plano alimentar baseado em plantas. Elimina todos os alimentos que vêm de fontes animais, mas é rico em vegetais, frutas e grãos integrais.
O Dr. Kahleová disse: “As dietas vegetarianas provaram ser dietas mais eficazes para a perda de peso. No entanto, também mostramos que uma dieta vegetariana é muito mais eficaz na redução da gordura muscular, melhorando assim o metabolismo. Essa descoberta é importante para as pessoas que estão tentando perder peso, incluindo aqueles que sofrem de síndrome metabólica e/ou diabetes tipo 2. Mas também é relevante para qualquer um que leve a sério seu controle de peso e queira permanecer magro e saudável “.[Science Daily]
Os vegetarianos também adoecem menos do coração, porque seu níveis de colesterol são baixos e sua pressão fica melhor controlada. E ainda estão protegidos contra diabetes, que se tornou epidemia global. Os adeptos da dieta vegan - os vegetarianos extremos, que passam longe de qualquer produto de origem animal, incluindo carnes, ovos, leite e seus derivados - são os mais magros de todos, segundo Marcela Knibel, autora de "Nutrição contemporânea - Saúde com sabor" (Rubio, com Dora Cardoso). A dieta rica em vegetais eleva em 16% o efeito térmico dos alimentos por até três horas após a refeição.
A proteína alimenta os músculos e ajuda a construir mais massa muscular magra. Pois é processada mais lentamente do que os hidratos de carbono, ajuda você a se sentir saciado por mais tempo, então você comer menos. Ele também dá energia sustentável ao longo do dia, é por isso que os atletas escolher para comer proteína durante a maratona de corridas para manter seus níveis de energia elevados.
Hmmm, percebeu algo ? Todos esses mecanismos lidam com queima de gordura especificamente. Enquanto pode haver algum esquisito por aí que está preocupado com a redução da densidade mineral óssea enquanto mantém tecido adiposo, eu apostaria que que o que a maioria das pessoas quer dizer com "perder peso" é "perder gordura". De tudo o que acabei de listar, parece que jejuar queima gordura, ao invés de simplesmente peso. Mas e sobre o que a Sabedoria Convencional afirma, que jejuar aumenta a degradação muscular - talvez porque o seu corpo vai reconhecer a natureza letal de toda aquela gordura saturada entupidora de artérias e vai escolher consumir o músculo ao invés ? Isso é verdade ?
O objetivo inicial do estudo era avaliar como o jejum intermitente pode alterar a capacidade de metabolização de gordura e açúcares do organismo. Mas os resultados mostraram que em 59 dias, o grupo que seguiu o jejum intermitente perdeu pelo menos 5% do peso e diminuiu em 9% os índices da pressão arterial. Já os voluntários que cumpriram a dieta com menos calorias diárias precisaram de 73 dias para perder a mesma quantidade de peso e diminuíram a pressão arterial em apenas 2% no final de todo o processo.
Jejuar diminui o nível de insulina em jejum. A presença de insulina inibe a lipólise, a liberação de triglicerídeos armazenados (gordura corporal). Sem a lipólise liberando a gordura corporal, é bastante difícil usar essa mesma gordura como combustível. Durante um jejum, a insulina em jejum diminui e a lipólise aumenta. Esse aspecto inibidor de insulina do jejum é que literalmente permite o sucesso do jejum, porque sem a habilidade de acessar a gordura corporal armazenada e usá-la como energia, conseguir passar por um período de zero ingesta calórica é praticamente impossível.
Normalmente mulheres aguentam períodos de jejum menores do que os homens. Isso ocorre porque eles possuem mais massa muscular, portanto tem reservas maiores de glicogênio, outra fonte de energia do corpo que é armazenada justamente nos músculos e muito usada durante o jejum. O ideal é que elas sigam jejuns de até 12 horas, enquanto os homens podem chegar a até 14 horas.
Energia gasta com o efeito térmico dos alimentos: Apesar de ser o menor gasto energético diário, pode ser utilizado como uma boa estratégia por quem quer reduzir gordura corporal. Esse gasto refere-se ao processo de digestão e absorção dos nutrientes, principalmente. É por esse motivo que chamamos alguns alimentos de termogênicos. – aqueles que demandam mais energia para sua digestão e absorção, além de elevar a temperatura corporal.
Assim como Harvard, ela recomenda um cardápio com água, chás e pouco café, legumes, verduras, frutas, cereais integrais, leite e derivados magros, frutas oleaginosas, azeite extravirgem, ervas aromáticas, molho de tomate caseiro, vinho tinto moderado, suco de frutas (naturais), especiarias, peixes, frango orgânico, ovos caipiras ou orgânicos. E é a favor de até 300g de carne de boi magra por semana, divididas em duas a três refeições semanais.
A pesquisa analisou 74 participantes com diabetes tipo 2, que eram divididos em dois grupos: quem seguiu uma dieta vegetariana, composta principalmente de frutas, grãos, vegetais e nozes, sendo que o único produto de origem animal era um iogurte desnatado, por dia; e quem seguiu uma dieta de baixa caloria tradicional, que não impactava na doença crônica. O estudo acompanhou os participantes durante seis meses e a ideia inicial era ver o impacto dessas dietas na saúde dos diabéticos.
É rico em fibras, nutriente que ajuda no funcionamento do intestino e reduz a absorção de gordura e carboidratos. Isso acontece porque as fibras são digeridas mais lentamente, inibindo a produção de insulina. E quanto maior for o pico de insulina, mais facilmente a gordura será absorvida e acumulada, as fibras também aumentam a sensação de saciedade, fazendo a pessoa comer menos.
A dieta tradicional dos praticantes de yoga tem sido uma dieta vegetariana. A dieta yoga consiste em frutas, vegetais, grãos e produtos lácteos. Uma vez que o corpo tenha aclimatado para tal uma dieta que não só pode sobreviver, mas também prosperar além de perda de peso, tudo ao mesmo tempo. A dieta de yoga é um plano de perda de peso vegetariana grande.
"A autonomia na escolha do que se come nos dias sem jejum, longe das amarras e dos sacrifícios permanentes, é apelativa e motivadora, podendo aumentar o nível de compromisso com a mudança. Do ponto de vista metabólico, tem efeitos positivos a nível da regulação da produção de insulina, uma hormona chave no processo de perda de peso, através da regulação do metabolismo do açúcar e da sua transformação em gordura a nível hepático", explica, no entanto, Miguel Rego.

- Concordo que a combinação arroz, feijão, bife e batata frita não é a melhor - diz Vilma Blondet. - As frituras devem ser evitadas. Bife só com moderação, porque é rico em gordura saturada e colesterol. Prefira carne branca ou vermelha magra acompanhada de salada verde, hortaliças e sobremesa de fruta. Arroz, os nutricionistas de Harvard só aceitam o integral.
Engana-se quem pensa que os chás, por serem naturais, não oferecem riscos à saúde se consumidos de forma errada. “O consumo exagerado dos chás sem orientação pode causar hipertensão ou hipotensão arterial, arritmia cardíaca, insônia ou gastrites. Alguns chás não devem ser consumidos por gestantes ou lactantes. Por isso, é interessante a prescrição de médico ou nutricionista antes de consumi-los”, lembra a nutricionista Sabrina.
×