Nos dias de jejum, os horarios das refeicoes ficam ao criterio de cada um. Michael Mosley optava por tomar o pequeno-almoco e jantar, com um intervalo de 12 horas. Mimi Spencer, por seu lado, fazia duas refeicoes e alguns petiscos. Nos cinco dias restantes, nao ha regras ou alimentos proibidos. A dieta destina-se a pessoas sem contraindicacoes, incluindo se sofrem de obesidade (com acompanhamento especializado) ou nao querem perder peso.

O estresse oxidativo é causado por um desequilíbrio na produção do organismo de oxigênio reativo e suas defesas antioxidantes e pode levar a doenças crônicas e câncer. As moléculas instáveis, conhecidas como radicais livres, podem reagir com moléculas importantes como DNA e proteínas – danificando essas moléculas e criando um desequilíbrio. A redução de peso, provocada pelo jejum intermitente regular, pode levar a uma redução no nível de estresse oxidativo do corpo, ajudando a prevenir o desenvolvimento desses males.
Quem gosta de ficar em forma sabe que o mais importante não é o número na balança e sim a porcentagem de gordura corporal. Um percentual "em forma" é de 21-24% para mulheres e 14-17% para homens, mas cada um tem seu próprio nível ideal. Independentemente de onde esteja agora, perder gordura corporal é um desafio puro e simples. Mas, com uma combinação de dieta, atividade física e hábitos conscientes de consumo de gordura, você pode chegar a seu percentual ideal.
Uma teoria sobre isso, de acordo com o diretor do Laboratório de Neurociências do Instituto Nacional do Envelhecimento, Mark Mattson, é que o estresse brando que o jejum intermitente coloca no corpo, proporciona uma ameaça constante – aumentando as poderosas defesas celulares do corpo contra potenciais danos moleculares. O jejum intermitente também estimula o corpo a manter e reparar tecidos e tem benefícios antienvelhecimento, mantendo todos os órgãos e células funcionando de forma eficaz.

Existem vários protocolos de jejum: curtos (<24h) , prolongados (>24h) e até mais extensos (>3 dias). Pretendendo ser uma arma terapêutica simples, o período de jejum deve ser adaptado à situação clínica e também enquadra-se no quotidiano e preferências individuais. Ao contrário de seguir recomendações alimentares complicadas, fazer jejum é simples, económico, flexível e conveniente. Uma dica muito simples é jantar mais cedo, e sem qualquer esforço garantir pelo menos as 12h de jejum noturno.
Jejuar para alcançar benefícios físicos e mentais não é exatamente uma novidade. Grupos religiosos, sejam eles hindus, cristãos, muçulmanos ou judeus, deixam de comer por períodos predeterminados como ato de contrição e também como exercício de autocontrole. A prática só é vetada para gestantes, pessoas com tendência à bulimia e anorexia ou com doenças que levem à hipoglicemia. Para os demais, em princípio, não há restrição. Em geral a dieta começa com uma redução nas porções de alimento até que o paciente se sinta confortável em eliminar uma das refeições. “A curto prazo, o jejum funciona e não acarreta efeitos indesejáveis, como perda de massa muscular. O que ­não sabemos é como ele afeta a longo prazo”, diz a nutróloga Lenita Zajdenverg, professora da UFRJ e coordenadora científica da Sociedade Brasileira de Diabetes Rio de Janeiro (SBD-RJ). Mesmo com todo o frisson científico que existe em torno do assunto, essa é uma dúvida que ainda vai demorar para ser esclarecida.

O processo de perda de peso ou definição corporal (o qual tem por objetivo eliminar gordura corporal) é bastante desejado por todos, seja por questões estéticas ou questões que envolvam a saúde. A dieta que deve ser adotada para eliminar gordura não é nada difícil. Contudo existem muitas ”informações” na internet que não passam de meros mitos, os quais podem dificultar o seu objetivo: eliminar gordura, perder peso, etc.
Então, é interessante complementar grãos com legumes e sementes, e assim obter a combinação ideal para fazer a proteína completa. É fácil conseguir a proteína necessária sem precisar recorrer a tabelas, basta comer uma grande variedade de alimentos integrais ao longo do dia, sem se esquecer de nenhum grupo. E assim, além de aminoácidos essenciais, fica mais fácil suprir vitaminas e minerais.
Outro protocolo comum é orientar que a pessoa coma apenas quando sente fome de verdade. Nesses casos, só é possível fazer jejum quando são consumidos alimentos com grande poder de saciedade, como proteínas, verduras, legumes e carboidratos ricos em fibras. Esse método, no entanto, não funciona bem com pessoas que seguem dietas ricas em carboidratos simples ou não sabem diferenciar a fome real da vontade de comer devido a ansiedade ou fatores emocionais, por exemplo.

Sim, AB jejuou por 382 dias, bebendo apenas água e tomando suplementos de vitaminas, potássio e sódio. No total, ele perdeu 124.2kg, alcançando seu peso-alvo de 81kg e mantendo a sua perda. Nos 5 anos de observação seguintes, AB ganhou de volta apenas 7.2kg, deixando-o em um território excelente, mas pouco populado (no mínimo 80% dos praticantes de dieta eventualmente recuperam todo o peso perdido). Outros médicos deram atenção. Talvez fosse o fato de ser os aos 60, e todos os tipos de loucuras estarem acontecendo - rebeldia no ar, boa música sendo feita, uma guerra no Vietnã, Ken Kesey e seus Merry Pranksters cruzando os Estados Unidos em um colorido ônibus velho espalhando a palavra, Kevin Arnold e o jovem Marilyn Manson chegando à maioridade em Anytown, EUA - mas por qualquer razão que seja, colocar pacientes obesos em jejuns longos e curtos tornou-se uma prática relativamente comum.


Comer o que quiser durante cinco dias e depois jejuar em dois dias não consecutivos. A proposta é de "A Dieta dos 2 Dias", livro publicado em Portugal pela Lua de Papel ou «Fast Diet» [dieta rápida em tradução literal], o nome original em inglês, também conhecida como Dieta 5:2, como a definem alguns especialistas. Criada por Michael Mosley, um produtor da BBC com formação em medicina, é apresentada como "uma estratégia sustentável para uma vida saudável e longa".
Energia gasta com o efeito térmico dos alimentos: Apesar de ser o menor gasto energético diário, pode ser utilizado como uma boa estratégia por quem quer reduzir gordura corporal. Esse gasto refere-se ao processo de digestão e absorção dos nutrientes, principalmente. É por esse motivo que chamamos alguns alimentos de termogênicos. – aqueles que demandam mais energia para sua digestão e absorção, além de elevar a temperatura corporal.
Rodrigo Polesso conta que um dos passos seguintes é fazer com que os músculos se tornem mais sensíveis à insulina. “É um ponto adicional ao processo de melhoria da saúde”, conta. “A prática de exercícios físicos corretos, principalmente os de resistência (que trabalham os músculos), vai fazer com que eles fiquem mais sensíveis à insulina, absorvam melhor a glicose e também passem a ajudar a diminuir a gordura de forma natural”, explica.
Vários especialistas em nutrição concordam que o jejum prolongado é uma maneira potencialmente perigosa e não muito efetiva de perder peso e recomendam um plano de alimentação saudável em que você possa manter sua dieta a longo prazo incluindo alimentos saudáveis e um controle de ingestão de calorias juntamente com um plano de atividades físicas regular.
Ao fazer a infusão é muito importante não deixar a água ferver. Coloque a água no fogo e espere formar as primeiras bolhas. Então, acrescente duas colheres de sopa das folhas da erva na água, desligue o fogo e deixe por cinco a dez minutos, abafando. Para reduzir o efeito estimulante, experimente descartar essa primeira água e então repetir o processo. Depois de pronto, ele deve ser conservado em um recipiente de vidro na geladeira ou em garrafa térmica, e suas propriedades permanecem intactas por apenas 24 horas. Saiba mais sobre chá verde aqui.
×