Boa tarde, comecei o jejum em 13.09.2017 (ontem) 16/8, mais só consegui ficar 14 h e 1/2 , acabei tomando um suco de acerola sem açúcar e comi um ovo cozido, as 13.40 h, comi saladas, legumes, alface e tomate, tem algum problema referente ao horário e posso intercalar frutas antes do jantar as 20 horas? Tenho 1.60 e 70 k, idade 66, não faço exercícios físicos.

Muito se ouve falar atualmente sobre o termo Jejum Intermitente. Agora você vai saber tudo sobre ele, o queridinho das famosas (a dieta da Deborah Secco), vai saber como funciona o jejum intermitente, que promete emagrecer de forma rápida e segura, apenas regulando o horário e a quantidade das refeições. Será que o jejum intermitente emagrece realmente?

Dia 1 – Café da manhã: 1 copo (300 ml) de suco de abacaxi com banana; 1 fatia de pão integral; 1 col. (chá) de geleia de morango sem açúcar; ½ copo (150 ml) de leite desnatado. Lanche: ½ cacho médio de uva-rubi. Almoço: 1 porção de salada camponesa; 1 porção de abóbora com hortelã; 1 porção de crepe de alho-poró e estragão. Lanche: ½ papaia; 1 noz pecã. Jantar: 1 porção de sopa asiática; 1 pizza calzone.
Os pesquisadores descobriram que os obesos que seguiram a dieta 16:8 consumiram menos calorias, perderam peso e tiveram melhoras na pressão arterial. Na verdade, em média, os participantes consumiram cerca de 350 calorias a menos, perderam cerca de 3% do seu peso corporal e viram a sua pressão arterial sistólica diminuir em cerca de 7 mm de mercúrio (mm Hg), a medida padrão de pressão sangue. Todas as outras medidas, incluindo massa gorda, resistência à insulina e colesterol, foram semelhantes ao grupo controle.
Hay que tener en cuenta que toda restricción dietética puede conllevar un riesgo de déficits nutricionales si no se planifica de manera correcta, pero si la dieta está bien planificada y organizada no tiene por qué implicar ningún riesgo nutricional. Por tanto, a continuación te indico que debes tener en cuenta para que tu alimentación vegetariana sea completa.
Um estudo conduzido pela Society for Neuroscience, em 2015, revelou que o jejum intermitente oferece “enormes implicações para a saúde do cérebro”. Segundo o estudo, que foi realizado tanto em seres humanos quanto em animais, a prática estimula o cérebro de várias maneiras diferentes: promove o crescimento de neurônios, ajuda na recuperação após um acidente vascular cerebral, ou qualquer outra lesão cerebral, e melhora o desempenho da memória. Não só o jejum intermitente ajuda a diminuir o risco de um praticante de desenvolver doenças neurodegenerativas como Parkinson ou Alzheimer, mas também há evidências que demonstram que pode até mesmo melhorar tanto a função cognitiva como a qualidade de vida das pessoas que vivem nessas condições.
Mas a perda de peso nos vegetarianos tem um limite, que depende de cada metabolismo. Isso faz parte de um processo natural do próprio organismo, como lembra o endocrinologista Amelio Godoy-Matos. Quando a pessoa começa a restringir muito a alimentação, o corpo lança contrarreguladores do peso, ou mecanismos de proteção. O mais conhecido é a diminuição da produção de leptina, um hormônio produzido pela gordura corporal e que inibe a fome e aumenta o gasto de energia. Este contra-ataque mantém a fome e a pessoa não consegue sustentar a sua perda de peso.
Os pesquisadores acompanharam 74 pessoas com diabetes tipo 2. Os participantes foram divididos em dois grupos que receberam diferentes dietas, sendo elas uma típica dieta antidiabética, seguindo recomendações da Associação Europeia para o Estudo de Diabetes (EASD), e uma dieta vegetariana. A segunda opção consistia em frutas, vegetais, nozes, sementes, grãos e legumes, com produtos animais limitados a uma porção diária de iogurte com baixo teor de gordura.
Muito se ouve falar atualmente sobre o termo Jejum Intermitente. Agora você vai saber tudo sobre ele, o queridinho das famosas (a dieta da Deborah Secco), vai saber como funciona o jejum intermitente, que promete emagrecer de forma rápida e segura, apenas regulando o horário e a quantidade das refeições. Será que o jejum intermitente emagrece realmente?

Rodrigo Polesso conta que um dos passos seguintes é fazer com que os músculos se tornem mais sensíveis à insulina. “É um ponto adicional ao processo de melhoria da saúde”, conta. “A prática de exercícios físicos corretos, principalmente os de resistência (que trabalham os músculos), vai fazer com que eles fiquem mais sensíveis à insulina, absorvam melhor a glicose e também passem a ajudar a diminuir a gordura de forma natural”, explica.
Marina deseja perder 10 quilos em uma semana. Para isso ocorrer, primeiramente, ela deve descobrir seu gasto calórico diário. Após descoberto que seu GCD é 2000 calorias, ela diminuiu 500 calorias do mesmo, desta forma começou a perder peso. Todavia após um tempo ela não perdeu mais peso (ficou com seu peso estagnado) e não sabia o que fazer mais. O que vou lhe mostrar neste artigo é uma forma inteligente de lidar com as calorias e potencializar seus resultados. Mas antes disto é necessário quebrar alguns mitos deste processo, para estar tudo muito claro para você leitor.
Soy blogger en YouTube y muestro mi imagen en el canal MIMUNDOYYOVLOGS. Al ser también profesional de la salud sé que tengo que cuidarme tanto por dentro como por fuera y como no sabía cómo llevar mi alimentación me puse en contacto con el grupo Alimmenta a través del gym que hay en Parc Vallès en Terrassa y allí me atendió Carme que lo primero que hizo fue no ponerme a dieta sino enseñarme a comer bien, de manera equilibrada y comer de todo, sin dejar de comer ningún alimento.

A maior parte das pessoas pensa que o treino cardiovascular de baixa intensidade (como caminhar) e de longa duração (superior a 45 minutos) é o mais eficaz para perder gordura. Os principais nutrientes utilizados durante o exercício são a glicose (açúcar) e os ácidos gordos (gorduras). Efectivamente, este tipo de exercício utiliza maior quantidade de ácidos gordos em relação à glicose. Não obstante, a quantidade total de energia gasta (calorias) é pequena.
Mas a perda de peso nos vegetarianos tem um limite, que depende de cada metabolismo. Isso faz parte de um processo natural do próprio organismo, como lembra o endocrinologista Amelio Godoy-Matos. Quando a pessoa começa a restringir muito a alimentação, o corpo lança contrarreguladores do peso, ou mecanismos de proteção. O mais conhecido é a diminuição da produção de leptina, um hormônio produzido pela gordura corporal e que inibe a fome e aumenta o gasto de energia. Este contra-ataque mantém a fome e a pessoa não consegue sustentar a sua perda de peso.

Pero aún no hay pruebas de que beber té verde haga lo mismo para los seres humanos. Los investigadores sugieren que aunque el trabajo es interesante y presentado los resultados de que los compuestos en el té verde, aparte de la cafeína, están involucrados en la termogénesis y el control del peso, la precaución debe utilizarse en la interpretación de datos de animales y su aplicación a los seres humanos. Y hasta que se hagan mejores ensayos clínicos con seres humanos, es difícil indicar la importancia fisiológica del té verde en los seres humanos.
A pesquisa analisou 74 participantes com diabetes tipo 2, que eram divididos em dois grupos: quem seguiu uma dieta vegetariana, composta principalmente de frutas, grãos, vegetais e nozes, sendo que o único produto de origem animal era um iogurte desnatado, por dia; e quem seguiu uma dieta de baixa caloria tradicional, que não impactava na doença crônica. O estudo acompanhou os participantes durante seis meses e a ideia inicial era ver o impacto dessas dietas na saúde dos diabéticos.
Ingestão em horários determinados. Os carboidratos complexos (arroz integral, feijão, aveia) podem ser consumidos antes das 18h (em geral, comer tarde da noite não é aconselhável). Os carboidratos simples, no entanto, devem ser consumidos apenas depois da prática de exercícios físicos. Quando o corpo ainda está se recuperando da sessão, os carboidratos simples (o bom e velho açúcar) são armazenados como glicogênio e não como gordura. Caso contrário, eles devem ser evitados.

Bom dia !!Foi a melhor matéria q li sobre o jejum intermitente até agora.Começei a fazer tem apenas 2 dias.Não tive dificuldade porque não sinto fome de manhã.Estou conseguindo fazer a última refeição ás 18h .A dica p quem trabalha é levar a marmita p conseguir fazer a última refeição nesse horário.Estou muito animada .Quero voltar para meu peso que é de 57 kg.Entrei na menopausa e acho q preciso ficar de olho na balança agora mais do q nunca.Começei o jejum com 61.500kg e hoje 2 dias depois já perdi 1kg?.Muito feliz !!

Estou fazendo a exclusão de carne vermelha da minha vida, não é fácil estou contando com ajuda de uma nutricionista pois no começo eu sentia muitas dores de cabeça, fome, agitação, ai percebi como a carne estava me fazendo mal, é como se fosse uma droga. Hoje estou 2 anos sem comer carne vermelha, peixes, frango, não me adaptei a carne de soja é horrível aquilo, só como muito pouco ovos e queijos, me sinto melhor e não quero desistir. Não consegui largar a maldita cerveja ai me dá vontade louca de comer carne, então comecei a tomar cerveja sem álcool em casa, e como um queijo magro como petisco, o problema é nas festas de final de ano, tem que se policiar. O inicio é chato, dolorido, mas no final emagreci 10 kg em 6 meses, colesterol ficou ótimo, glicose, e a pressão arterial normalizou.
A taxa metabólica basal (TMB) é a quantidade de energia que seu corpo precisa para manter as funções básicas quando você está em repouso e várias coisas podem influenciar sua taxa metabólica, entre elas a genética, idade, gênero (os homens tendem a ter uma TMB mais alta que as mulheres), peso, altura, estrutura corporal e alimentação. Alguns distúrbios médicos, medicamentos e clima também podem interferir.
Recientemente ha habido muchas noticias sobre té verde. El té verde, que se ha informado de tener propiedades anticancerígenas y elevar los niveles de antioxidantes en la sangre que puede evitar las enfermedades del corazón, ahora parece tener el potencial para promover la pérdida de peso. Pruebas preliminares de laboratorio en ratones ponen adelante la capacidad de té verde en la pérdida de peso por la quema de calorías y grasa necesaria para bajar de peso.
São inumeros fatores que podem está ocasionando isso, primeiramente é durante a janela de alimentação devemos comer até nos satisfazermos mas isso não é sinonimo de comer com gula por exemplo, outro fator é durante o jejum pra pessoas como eu que tem o metabolismo lento é aconselhavel o consumo do café e chás termogenicos sem açucar e um outro fator que posso dizer é que na minha casa fizemos um teste para ver se o leite de vaca realmente dificulta o emagrecimento e todos lá de casa constamos que dificulta sim, por isso diminuimos drasticamente o consumo. Eu mesma não bebo leite

Bom dia !!Foi a melhor matéria q li sobre o jejum intermitente até agora.Começei a fazer tem apenas 2 dias.Não tive dificuldade porque não sinto fome de manhã.Estou conseguindo fazer a última refeição ás 18h .A dica p quem trabalha é levar a marmita p conseguir fazer a última refeição nesse horário.Estou muito animada .Quero voltar para meu peso que é de 57 kg.Entrei na menopausa e acho q preciso ficar de olho na balança agora mais do q nunca.Começei o jejum com 61.500kg e hoje 2 dias depois já perdi 1kg?.Muito feliz !!


Para os diabéticos, o jejum pode ser uma maneira fantástica de normalizar e até mesmo melhorar a variabilidade da glicose. Qualquer pessoa que procure uma maneira natural de aumentar a sensibilidade à insulina deve tentar um jejum intermitente, já que os efeitos da prática podem fazer uma considerável diferença na forma como o corpo processa a glicose.
O chá do dente-de-leão não é tão popular quanto os chás verdes ou mesmo o chá da hortelã-pimenta para a perda do peso, mas não há nenhuma negação seus benefícios e habilidade de saúde para ajudá-lo a sentir melhor imediatamente e sobre o tempo. Dentes de leão são muito mais do que aquelas ervas daninhas no quintal; Eles são uma fonte valiosa de nutrição com a capacidade de ajudá-lo a perder libras.
A turma da barriga vazia seguiu um modelo assim: no dia da privação, devia consumir 25% das necessidades calóricas. Complicou? Bem, vamos supor que, normalmente, esses indivíduos pudessem ingerir 2 mil calorias. Então, no jejum, teriam à disposição somente 500 calorias. Por outro lado, no dia seguinte estavam liberados para chegar a 125% das suas necessidades calóricas, isto é, 2 500 calorias. Em resumo: ora comiam míseras 500 calorias, ora se refestelavam com cinco vezes mais do que isso. Já entre a parcela que passou pela restrição clássica, a orientação foi cortar, todos os dias, 25% das necessidades calóricas habituais – seria o equivalente a comer 1 500 calorias em vez de 2 mil.
Estudio de año y medio de duración. Se compara dieta vegana con dieta “convencional” (si ni aun así gana, sería para echarse a llorar). Antes de ver los datos finales de pérdida de peso, me interesa resaltar que en los estudios de pérdida de peso hay que buscar la evolución con el tiempo de la pérdida de peso corporal, porque no es lo mismo haber perdido 5 kg en año y medio siendo la pérdida progresiva, que perder 7 kg en los dos primeros meses y luego estar recuperando peso y que al cabo de ese año y medio la pérdida ya sea de sólo 5 kg. Por ejemplo, en este estudio nos dan la evolución con el tiempo de la hemoglobina glucosilada y lógicamente la evolución hace pensar que ha habido un efecto a corto plazo, pero que a largo plazo estas dietas no están funcionando.
RIO - Dietas têm muitos nomes, mas a única que leva a uma radical perda de peso é a vegetariana. E isto vale especialmente para quem nunca fez. Esta é a conclusão dos médicos americanos Susan E. Berkow e Neal Barnard, depois de analisarem 40 estudos diferentes relacionando hábitos vegetarianos e massa corporal. Os dois notaram que as mulheres vegetarianas pesam de 6% a 17% menos do que as que são carnívoras. E o mesmo vale para os homens: os que não comem carne são de 8% a 17% mais magros.

“O vegetarianismo já provou ser mais efetivo para a perda de peso. Agora mostramos que a dieta vegetariana pode ser muito mais efeito na redução de gordura muscular, promovendo uma melhora no metabolismo”, disse Hana Kahleová, diretora de pesquisa da organização sem fins lucrativos Physicians Committee for Responsible Medicine, nos Estados Unidos, ao site especializado ‘Medical News Today’.

Pesquisas mostram que o chá oolong, um chá semi fermentado pode ter um efeito mais forte que o chá verde, promovendo queima de gordura até 157% melhor. O chá oolong bloqueia a oxidação em 50% em apenas 15 dias. Pesquisas sugerem que o chá oolong acelera o metabolismo, queima gordura e bloqueia a absorção de gordura. Além da perda de peso, ele é bom para diabetes tipo 2, pacientes com doenças cardíacas, reduz pressão arterial, previne apodrecimento dos dentes e melhora sua pele. Algumas pesquisas concluíram que o chá oolong reduz o colesterol e aumenta os níveis de adiponectina que te salva da epidemia da obesidade. Faça uma infusão do chá oolong em qualquer lugar por 30 segundos a 5 minutos, para uma xícara mais forte.


O consumo habitual também previne inflamações na gengiva e até tumores malignos de boca e mama. “Substâncias como as catequinas e os bioflavonóides são capazes de impedir alterações no DNA das células, o primeiro passo para o desenvolvimento de um câncer”, diz Vanderlí. Um teste de laboratório apontou mais um efeito positivo do chá verde: melhora a memória. Mas os estudos para comprovar mais esse efeito estão só no começo.

“Esse dado mostra que, para emagrecer, não é preciso passar por um processo que muitas vezes causa desconforto”, analisa a endocrinologista Maria Edna de Melo, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso). Que o digam os voluntários de Illinois. “O jejum intermitente teve maior índice de rejeição entre os que seguiram esse plano”, nota o biólogo Bruno Chausse, pesquisador do Laboratório de Metabolismo Energético do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP).
Os mecanismos que fazem o chá branco ter ação termogênica são os mesmos dos chás preto e verde. Com a diferença de que a termogênese no chá branco é menor porque entre os três chás ele é o que possui menor quantidade de cafeína. Ao invés disso, o chá branco conta com alta concentração de antioxidantes. Por isso, o chá branco ajuda a prevenir o câncer, protege o cérebro e a visão.
×